O sujeito da foto assistindo à audiência pública sobre educação em Blumenau é o Adalberto, o Esperto – o consultor que está sempre por perto.

Pedi para o Adalberto analisar o atual processo de jumentalização das audiências públicas da Câmara de Blumenau, já que elas acontecem em volumes torrenciais e nunca resultam em nada além de uma fenomenal e estratosférica perda de tempo.

Jumentalização

A Câmara de Blumenau já realizou 204 audiências públicas em 2014.

Uma mais desorganizada que as outras.

Os vereadores proponentes não se preparam e mal prestam atenção no que os convidados falam.

Ao final, nada é anotado, nenhum resultado é apresentado para a comunidade.

Os convites a amigos somente tomam tempo precioso.

Um vereador de Guabiruba, convidado pelo Vanderlei para a audiência pública sobre o sistema hospitalar, não disse nada com nada e ainda puxou a medalha de uma santa pra dizer que aquele era o seu plano de saúde.

Um vereador de Gaspar, convidado pelo Beto Tribess para a audiência pública sobre tratamento do lixo, usou a tribuna para agradecer o convide e passar uma mensagem de paz.

Sugestões do Adalberto, o Esperto

Para evitar que as audiências públicas caiam mais em descrédito do que já estão, o consultor Adalberto, o Esperto, faz as seguintes sugestões aos vereadores:

  1. Convidar para as audiências somente pessoas com reconhecida ligação com o tema proposto. Esquecer amigos, correligionários, mães e sogras.
  2. O proponente da audiência deve enviar, com antecedência, perguntas para as autoridades convidadas a esclarecer algum assunto.
  3. O proponente deve recolher, junto aos colegas vereadores, perguntas a serem previamente enviadas.
  4. Perguntas também deveriam ser feitas por meio do site da Câmara. É claro que as perguntas devem ser pertinentes, com uma pré-seleção e com o autor sendo identificado.
  5. Após a explanação, as autoridades convidadas deveriam participar de um breve debate sobre o que afirmaram, para esclarecimentos.
  6. Questões que ficarem sem respostas deveriam ser respondidas posteriormente pelos participantes, dentro de um prazo.
  7. A portentosa assessoria da Câmara, agora com 65 novos funcionários, deveria tentar encontrar alguém medianamente capacitado a elaborar um relatório com tudo o que foi discutido, com dados e tabelas, publicando posteriormente um documento no site da Câmara para consultas, pesquisas e acompanhamentos.

Adalberto acha muito improvável que isso seja feito:

“Os vereadores preferem as coisas do jeito que estão. Esse processo de jumentalização é ótimo pra eles. Eles não precisam se comprometer com as questões e não têm nenhuma responsabilidade subsequente”.

Eis que em minha ação colaborativa no sentido de dar uma ajeitada na sala no pós-feriado, me deparei com esta carta perdida sob a mesa.

Foi o que bastou para que minha própria família se voltasse contra mim, acusando-me de trapaça no jogo.

Venho a público esclarecer que:

1) Não escondi essa carta, não sei como ela foi parar aí.

2) Eu roubo, mas roubo honestamente.

 

  • Oi, Napoleão, boa tarde. Tudo bem?
  • A pesquisa da RIC diz que tu tá sendo reprovado por 53% da galera.
  • O que é que tu tem pra dizer a respeito?

 

  • Você odeia o Dilmão com todas as suas forças e quer extinguir essa raça chamada PT?
  • Anime-se.
  • Pesquisa do Datafolha de hoje mostra que Dilma perde para Aécio e Campos entre os eleitores que conhecem os três candidatos.
  • Uma simulação mostra que, no segundo turno, entre os eleitores que conhecem todos os presidenciáveis, Dilmão perde pro Aecião de 31% contra 47% e do New Collor (Campos) de 31% a 48%.
  • O pobrema é que apenas 17% dos eleitor conhece os três.
  • O jeito é sair panfletando o seu candidato no bairro.
  • O feriado de Páscoa é uma invenção estrangeira, um lance religioso, mas tudo bem. Já se incorporou na nossa cultura e tudo bem.
  • Feriado do Tiradentes eu nunca entendi direito porque existe, mas se a turma acha que deve ser, então é por que deve.
  • Só não entendo uma coisa: amanhã é dia do descobrimento do Brasil, não é feriado e ninguém dá bola pra data.
  • Alinhás, as homenagens ao Cabral quase não existem. Temos cidades, ruas e aeroportos com o nome de todo mundo, até do filho do ACM, mas pro Cabralzão não sobrou nada.
  • Gente ingrata.
  • Napoleão Bernardes é o pior entre os prefeitos das três maiores cidades do Estado, de acordo com pesquisa feita pelo Instituto Accord divulgada pela RIC TV.
  • 53% dos entrevistados avaliam sua atuação como negativa, contra 34% de Udo Döhler, prefeito de Joinville e 30% de César Souza Jr., prefeito de Florianópolis.
  • Sua avaliação positiva também é a menor, ficando em apenas 18%, contra 50% de Döhler e 41% de Souza.
  • De acordo com a RIC TV, a pesquisa envolveu 600 pessoas em cada cidade, no final de março.

Mal administrada

  • Além da atuação pessoal do prefeito, Blumenau desponta como a administração pior avaliada.
  • A cidade é considerada mal administrada por 43% dos pesquisados. 35% consideram Florianópolis mal administrada e 30% dizem o mesmo sobre Joinville.

Ignorantes

  • Como dado curioso, a pesquisa detectou que 3% dos entrevistados em Blumenau não sabem quem é o prefeito da cidade.
  • Num universo de 300 mil habitantes, isso representa um contingente de 9 mil pessoas.
  • O dado não aparece nas pesquisas das outras cidades.

Pesquisa confusa

  • A avaliação dos prefeitos e da saúde traz questões objetivas, mas nas áreas de educação e da administração as perguntas indicam alguma confusão.
  • Veja abaixo uma tabela comparativa com a avaliação dos três prefeitos:
  • Napoleão Bernardes é o pior entre os prefeitos das três maiores cidades do Estado, de acordo com pesquisa feita pelo Instituto Accord divulgada pela RIC TV.
  • 53% dos entrevistados avaliam sua atuação como negativa, contra 34% de Udo Döhler, prefeito de Joinville e 30% de César Souza Jr., prefeito de Florianópolis.
  • Sua avaliação positiva também é a menor, ficando em apenas 18%, contra 50% de Döhler e 41% de Souza.
  • De acordo com a RIC TV, a pesquisa envolveu 600 pessoas em cada cidade, no final de março.
  • Mal administrada
  • Além da atuação pessoal do prefeito, Blumenau desponta como a administração pior avaliada.
  • A cidade é considerada mal administrada por 43% dos pesquisados. 35% consideram Florianópolis mal administrada e 30% dizem o mesmo sobre Joinville.
  • Ignorantes
  • Como dado curioso, a pesquisa detectou que 3% dos entrevistados em Blumenau não sabem quem é o prefeito da cidade.
  • Num universo de 300 mil habitantes, isso representa um contingente de 9 mil pessoas.
  • O dado não aparece nas pesquisas das outras cidades.
  • Pesquisa confusa
  • A avaliação dos prefeitos e da saúde traz questões objetivas, mas nas áreas de educação e da administração as perguntas indicam alguma confusão.
  • Veja abaixo uma tabela comparativa com a avaliação dos três prefeitos:

Nossa briosa Câmara dos Vereadores promoveu mais uma daquelas audiências públicas em que não se discute nada para se chegar a conclusão nenhuma.

A única novidade da noite foi o penteado da Heleniçona, que estreou o visual novo usando uma camisa feita com sobras da cortina da sala.

Vamos aos principais tópicos, em ordem cronológica do começo ao fim:

Obras ocultas

Heleniçona diz que a Secretaria de Educação fez muitas obras que não são visíveis à população, como a troca de fiações elétricas em escolas.

Ainda bem. Imagina só se os fios ficassem à vista.

Professora dos vereadores

Vanderleizão informa que Vera Castellain, que será a coordenadora da Escola do Legislativo que ninguém sabe pra que serve, está presente na audiência pública da educação.

Nada mais natural. Afinal, ela cuidará da educação dos nossos queridos vereadores.

Fio de cabelo

Suelizona do Sintraseb dizendo que antigamente havia acordos na base do “fio de cabelo”.

Eu já tinha ouvido falar em acordo no “fio do bigode”, mas de cabelo é novidade pra mim.

Deve ser coisa de mulher.

Alvo errado

Diogo dos Santos reclamando que não tem representante do Governo Federal na audiência pública sobre educação.

Alguém explica pra ele que a educação básica é por conta da prefa e do Colombo.

Cachaça no boteco

Beto Tribess reclama da ausência de representante do Governo do Estado.

Pra quê? É mais uma audiência pública inócua, sem pé, nem cabeça.

Heleniçona foi lá, largou um lero, agora tem uma fila de vereadores tecendo loas aos professores que devem ser “valorizados” e só.

O representante do Governo do Estado, se estiver num boteco tomando cachaça e jogando sinuca, está ganhando.

Enigma

Um dia eu ainda vou entender o que é que o Marcos da Rosa fala nos discursos dele.

Aliás, se alguém puder me ajudar, agradeço.

Professores analfabetos

Ivanzão relatando pesquisa que mostra que o Brasil fica em 58º lugar num ranking sobre qualidade de educação.

Quando se pega só as escolas particulares, sobe para 15º lugar.

Bom, aí quando vem aquela história de valorização do professor da rede pública eu pergunto: se essa turma ganhar 15 mil reais por mês mais carro e motorista, será que vão ensinar melhor de um dia pro outro?

Ivanzão extrapola

Ivanzão extrapola o tempo em mais de cinco minutos.

Vanderlei corta o som e dá uma bronca nele e diz que a Câmara não é a casa da Mãe Joana.

Ivan Naatz tem razão em querer mais tempo. Na audiência sobre os hospitais, um convidado chato e enrolão de Itajaí que o Vanderlei arrumou ficou meia hora ensebando e o Vanderlei deixou frouxo…

Lenilsão

Lenilsão defendendo as ações do Governo Federal na cidade.

Tá valendo. Ele fala como militante do PT e colocou uma posição política objetiva.

Holística

Temos agora uma daquelas “educadoras”, uma “pedagoga” falando em “olhar holístico sobre a educação”.

Depois a gente não sabe por que a educação está a draga que tá.

Certo

Agora tem uma professora dizendo que o governo precisa investir em segurança de estrutura e não em segurança estrutural.

Entendi.

Sono & tédio

À medida em que o tempo passa, os aplausos vão ficando mais chôchos, só a metade consegue acordar para um supremo esforço de bater com a palma de uma mão na outra…

Sem saco

Vanderlei está com tanta pressa de acabar a audiência que mandou a Suelizona falar sentada na mesa pra “economizar tempo substancial”.

Prestígio

A audiência pública foi levada tão a sério que o Cim foi o único vereador integrante da Comissão de Educação da Câmara que esteve presente.

Fato positivo, afinal, veio um.

Anotou

A coisa já melhorou um pouco: Vanderleizão se deu ao trabalho de anotar alguns temas e sugeriu encaminhamentos.

Pelo menos isso.

Choque de gestão nas escolas

Um dos temas mais constantes da audiência foi a questão das instalações elétricas nas escolas.

Acho isso desnecessário.

Afinal, esse governo se destaca justamente pelo choque de gestão.

Nada mais natural que se leve o choque também para as escolas.

  • Li atentamente e de forma bastante atenta o manifesto que os rebeldes da Ponta Aguda divulgaram ontem, onde descem a ripa na dupla de violeiros Gevaerd & Napoleão.
  • Leia AQUI o manifesto Rebelde
  • Meu veredito é que Gevaerd & Napoleão podem meter a bendita ponte lá onde querem, mas façam isso logo porque já perdemos muito tempo.
  • Aproveito para mandar um recado para meus ídolos Gevaerd & Napoleão: se vocês quiserem, posso providenciar para que o Alemão amanheça boiando no rio.
  • Tenho uns amigos em Rio do Oeste que podem fazer com que pareça um acidente.

  • A urubóloga Míriam Leitão disse hoje na CBN que ficou rouca pela primeira vez na vida.
  • Compreensível. Ontem, a “Miss PIG” deleitou-se com o depoimento da Graça Foster e ficou urubuzando a infeliz o tempo todo, com entradas ao vivo em que não disfarçava a alegria de ver alguém do PT com a corda no pescoço.
  • Infelizmente pra ela, Graçona não disse nada de importante, não saiu algemada da sessão e o Dilmão não caiu.
  • Uma propaganda do Samae veiculada em emissoras de rádio enaltece o fato de que uma moradora recentemente atendida esperou 60 anos para receber água da rede.
  • A consumidora, inclusive, dá seu depoimento agradecendo a dádiva divina.
  • Realmente, um feito espetacular, mais um exemplo para o Brasil.
  • VIVA BLUMENAU!!!
  • VIVA!!!
  • Associação dos funcionários da Câmara comprou uma bicicleta pros funcionários usar no Centro, para pequenos serviços.
  • Vanderleizão disse que o uso em expediente está proibido e que precisa de autorização especial.
  • A medida soa antipática e fica ainda mais antipática porque o Vanderlei é antipático, mas ele está certo nessa.
  • Se um funcionário cair e ralar o joelho ou for atropelado, poderá acionar a Câmara pedindo indenização pesada, alegando trabalho escravo, prática de crueldade no ambiente de trabalho, etc.
  • Lembro da época em que eu trabalhava no Jornal de Santa Catarina e os entregadores de jornal eram informais.
  • Muitos deles trabalhavam na coleta do jogo o bicho. Ou seja, além de ser atropelado, o sujeito podia levar um tiro.
  • Isso hoje seria impensável.
  • Um advogado mediano consegue uma boa indenização alegando coisas como falta de equipamento de segurança, falta de treinamento e capacitação técnica, exposição do funcionário a riscos, etc.
  • Chego no escritório e cá estava ele, o Pixô.
  • Fico com peninha dele, mas preciso de espaço na mesa.


Alemão e seus homens, em foto que reuniu revoltosos da
Ponta Aguda na Prainha

  • Liderados por seu líder máximo, o temível Alemão de Souza (uma espécie de Pancho Villa da Prainha), os rebeldes da Ponta Aguda divulgaram hoje um estudo em que apontam os motivos pelos quais são contra a ponte do Napoleão.
  • Entre pontos reclamados estão itens como:
  1. Não previsão para desapropriação no Moinho e AABB.
  2. Falhas no mapeamento da região.
  3. Confusão com linhas de ônibus.
  4. Pesquisas sem sustentação e responsável técnico desconhecido.
  5. Não existência de dados orçamentários para comprovar redução de custos.
  6. Desrespeito ao zoneamento residencial previsto no Plano Diretor.
  7. Incoerência nas plantas.
  8. Inexistência de projeção relativa a aumento excessivo do tráfego.

Confira no link abaixo a posição oficial do grupo rebelde para comparar depois com as afirmações do General Napoleão:

CLIQUE AQUI E LEIA A ARGUMENTAÇÃO DOS REBELDES NA ÍNTEGRA

  • A Câmara de Blumenau criou a Escola do Legislativo.
  • Sua coordenação será feita pela conhecida militante petista Vera Castellain, que foi professora da Rede Municipal de Ensino.
  • Para ser uma espécie de diretora da escola ela terá um salário de R$ 6.592,90 e contará com dois assessores, cujo salário no mínimo será de R$ 1.215,86 cada um.
  • Com isso, o custo mínimo da escola será de R$ 9 mil mensais apenas com pessoal.
  • Escolinha do Professor Raimundo
  • Alguns projetos aprovados pelos vereadores de Blumenau são alardeados aos quatro ventos pelos proponentes.
  • Mas alguns nascem sem pai nem mãe, são pouco divulgados e praticamente desconhecidos.
  • É o caso da Escola do Legislativo, criada a partir de uma decisão colegiada da Mesa Diretora, sem divulgação à imprensa.
  • Como ninguém ainda explicou sua utilidade, vou chamando o troço de Escolinha do Professor Raimundo.
  • A vantagem de ter Vera Castellain como diretora da escolinha é que ela já foi professora.
  • Não terá dificuldades em ensinar aos vereadores as contas de mais, menos, vezes e dividido
  • Não sou só eu que vou votar o JPK.
  • Encontrei o Ivan Naatz e ele disse que também vota no JPK, depois de encher o meu saco só por que vou votar na Ana Paula.
  • Aliás, dias atrás o Ivanzão publicou um post lindo e meigo no Facebook, falando de um encontro casual entre os dois, dizendo que o João Paulo é um sujeito simpático e afável.

  • Simpático e afável?
  • Os últimos desempenhos do Vasco devem ter afetado os neurônios do Ivan.

drjorgequecoisa

  • A RBS TV inventou um campanha chamada Viva Blumenau. Espero que não dure muito.
  • A campanha “Viva Blumenau”, além de ter sido slogan do Renato Vianna, lembra aquela do “Brasil. Ame-o ou deixe-o”.
  • A campanha segue aquela mania execrável do “exemplo para o Brasil”, “povo ordeiro e trabalhador”, como se essas coisas só existissem por aqui – ninguém mais no Brasil trabalha como nós e todos deveriam seguir nosso glorioso e irretocável exemplo de honra, honestidade, altivez e competência.
  • A RBS TV deve ter achado que a cidade anda com a autoestima baixa e resolveu dar um “up”.
  • Depoimentos que destacam nossa “pujança”, e  a “força” da “nossa gente” (blearghhh!!!) denotam  a empáfia e a arrogância dos que insistem em achar que somos os melhores, somos superiores.
  • Blumenau há muito tempo vivia numa espécie de mundo encantado, quase como uma casinha de bonecas.
  • Mas as coisas mudaram. O Brasil mudou. O mundo mudou.
  • Nossos problemas se avolumaram, ganharam mais visibilidade, nos tornamos mais críticos e nos sentimos incomodados com muitas deficiências de nossa infraestrutura, do capim nas ruas à falta de água, sistema de saúde, trânsito, moradia e conservação de escolas.
  • Não é com autoelogios e achando que somos melhores que os outros que vamos melhorar as coisas.
  • Pelo menos, aparentemente, o Jornal de Santa Catar não está nessa.
  • Tem um anúncio de página dupla sobre o troço n a edição deste final de semana no Santa, mas pode ser apenas uma inserção publicitária determinada pelo Grupo RBS.
  • Espero.

piz

  • João Pizzolatti foi destaque na Veja desta semana.
  • O nome dele aparece numa agenda do bandidão da Petrobrás preso pela PF por corrupção.
  • Na agenda do sujeito está escrito “Piz” ao lado da cifra R$ 5,5 milhões.
  • Essa seria a grana que o Pizzolattão recebeu.
  • Sempre dá pra dizer que o Pizzolatti não tem nada com isso.
  • Piz poderia ser um depósito que o sujeito fez no PIS/Pasep mas errou a grafia.
  • Ou quem sabe seja despesas com PIZzas.

anaedecio

  • Encontrei o Deciolino e a Ana Paula na Cãominhada com os cachórros deles.
  • Vou votar na Ana Paula pra estadual e no JPK pra federal.
  • Voto no Decião se ele concorrer a senador.
  • Décio no Senado seria uma boa.
  • Mas ele disse que vai sair a federal de novo.
  • Só iria ao Senado em coligação com o PMDB.
  • Boa sorte pros dois

Digite seu endereço de email para acompanhar esse blog e receber notificações de novos posts por email.

Twitter

Digite seu endereço de email para acompanhar esse blog e receber notificações de novos posts por email.

Junte-se a 188 outros seguidores

Agendoca

abril 2014
S T Q Q S S D
« mar    
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930  

Arquivos

Blog de Carlos Tonet

Jornalista e marceneiro

Crítica (non)sense da 7Arte

Blog com críticas de cinema; Blog with coments about cine; Blog con críticas de películas

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 188 outros seguidores