• Olha só que bacana, gente.
  • Não é só o Ivanzão que gosta de bater no PT.
  • Decião parou de ver futebol na TV na fria noite desta quarta-feira e deu uma porretada no Ivan no Facebook

 

  • Os israelenses e os priminhos palestinos resolveram dar um tempo na briguinha deles.
  • Agora eles vão parar de matar uns aos outros até a próxima reunião de família, que pode ser um casamento, um aniversário ou alguma boda, quando, do nada, voltarão a brigar porque um mexeu com a mulher do outro, ou então por algum outro motivo qualquer, do mesmo jeito que uns dois mil anos atrás, quando o afável Jesus Cristo e seu primo marrento, o Maomé, se pegaram no tapa por causa de um camelo que se perdeu da cáfila.

Os programas dos três principais candidatos a governador estão bons.

Paulo Bauer
Tem uma montagem bem bacana com a musiquinha que conta a história da vida dele. Mas o discurso de renovação soa um pouco estranho exatamente por causa dessa história: se ele foi deputado, secretário, senador e vice-governador, então também é responsável pela nhaca que está aí. Já fez pelo menos uma proppsta duvidosa: prometeu instalar 7 novas unidades de saúde ao custo de R$ 7 milhões cada e disse que vai tirar da verba da propaganda. OK, mas o custo operacional custará dezenas de vezes mais…

Vignatti
Programinha clean, simpático, com cara boa e discurso light. Edição aposta no carisma pessoal do rapaz, sempre com ar jovial e de quem está de bem com a vida. Eu diria que ele tem futuro.

Raimundo
Edição reforça o perfil de “gente como a gente”, o cara que entra na casa do povo simples, ordeiro e trabalhador. A estratégia opta por deixar claro que tem muita coisa por fazer e que a situação não está fácil. Raimundo reclama da burocracia e dos custos operacionais. Aposta no low profile e não lança propostas mirabolantes.

A diversão fica por conta dos comunistas e sua pregação exótica quase religiosa em que almejam “um mundo sem patrões”, onde tudo é de graça, inclusive o dinheiro pra garantir a felicidade plena de todo mundo, que deve cair do céu junto com as chuvas de granizo.

  • Queda de Aécio nas pesquisas já suscita possível afastamento do Alckmin da campanha presidencial em SP pra evitar o contágio do ebola eleitoral.
  • É a velha história: o PSDB entra nas disputas presidenciais disputando com os adversários e com ele mesmo.

Aecião meu ídolo

Aecião de novo desanimado, programa sem viço. Prometeu dar mil reais por ano pros pobres que estudarem. Já tinha prometido aumentos de 30% e 50% no Bolsa Família, conforme o caso. Quem tem ojeriza do PT por causa desse tipo de programa pode se jogar da ponte.

Dilmão

Programa da Dilma foi melhor, bom didatismo. Ela aparece mais natural. Sacada da “Rousselfie” é bacana. Discurso do Lulão no final foi bem.

Marinão

Marina falando em “honestidade” e que vai governar com “gente honesta” (sugiro o Jorge Bornhausen na Educação). Não gosto e desconfio de quem promete honestidade. Honestidade não é valor agregado. Honestidade é item de série para qualquer pessoa. Prometer honestidade é como vender um carro prometendo os quatro pneus.

  • Um sujeito que se denomina padre, parece padre, se veste como padre, fala como padre, mas não é padre, entrou na linha de tiro do Dom José Negri.
  • Os católicos romanos acusam ele de estar engabelando a turma.
  • Já o referido cidadão meteu um B.O. contra o Dom José por ameaça.
  • Veja essa história rocambolesca no JORNAL DE BLUMENAU.
  • Um vídeo bacana que achei na internet mostra o padre genérico oferecendo um pacotinho turístico para os fiéis.
  • Pra ver ou para se inscrever na excursão CLIQUE AQUI

  • Nem tudo está perdido.
  • Napoleão e Ricardão anunciaram hoje que a prefeitura mantém o projeto de vender o terreno do Frohsinn, passando o empreendimento para a iniciativa privada, do mesmo jeito que aconteceu com o Moinho.
  • Felizmente a dupla dinâmica abandonou aquela ideia de reconstruir o restaurante em parceria com as entidades culturais e blá-blá-blá e blá-blá-blá.
  • Meu medo era que os dois tomassem uma atitude precipitada por estaram encagaçados com o incêndio.
  • Napoleôncio disse que o projeto arquitetônico deverá preservar a fachada do restaurante, mas isso dá pra adequar se maiores problemas.
  • O restaurante Alameda Grill não existe mais no lugar onde sempre foi.
  • Derrubaram ele domingo pela manhã.
  • Mas atenção: não foi culpa do Ricardão e do Napoleão.
  • Há um mês o restaurante passou a funcionar na rua Fritz Spernau, 1075, com o nome de Itoupava Grill.
  • Sempre achei o Alameda Grill um lugar simpático e bacana, com um visual agradável.
  • Fui lá duas vezes com a família, mas não tivemos sorte.
  • Quando não a era a carne um tanto dura, era o atendimento ruim.
  • Por causa disso apaguei ele do meu mapa mental.
  • Vai ter um prédio de escritórios no lugar, mas não sei os detalhes.

  • O índice de criminalidade anda tão baixo em Blumenau, tão baixo, mas tão baixo, que nesta segunda-feira a PM enviou boletim à imprensa comunicando que “não houve ocorrência de destaque”.
  • Miami já virou programa de sacoleiro faz tempo.
  • Menos em Blumenau, onde a turma ainda acha que isso merece destaque em coluna social.
  • A próxima campanha motivacional deveria ser “Miami sem Passaporte”.

  • Alô, Napoleão. Alô, Ricardão.
  • Mais um falso enxaimel cercado por tapumes na cidade.
  • Melhor mandar o vigia do Frohsinn pra lá.

  • Li hoje no Santa que o Ricardão disse que na segunda-feira ele e o Napoleôncio vão dar as novas linhas pro caso do Froshinn.
  • Imediatamente me bateu uma puta de uma caganeira: Ricardão fala em reconstruir o lugar.
  • Queria pedir pro Napoleão e pro Ricardão lerem a coluna do Clóvis Reis no Santa de hoje.
  • A análise do Clovão é perfeita: o incêndio do Frohsinn é nosso 11 de Setembro, é um renascer.
  • E mais: Clovão diz que devemos olhar pra frente, pois nossa velha Macuca vem sendo atropelada até pelo trem bala de Itajaí.
  • Napoleão, meu rapaz, dá um tempo nessa coisa de Viva Blumenau que a RBS inventou e que tu completou com o passaporte.
  • Não tome decisões precipitadas. Tu e o Ricardão estão encagaçados, esperem a adrenalina baixar.
  • Agir sob um clima de encagaçamento precipitoso é ruim.
  • No ano passado, por causa de uma ou duas passeatinhas, tu agiu sob a égide do encagaçamento e isentou o ISS das empresas de ônibus, ninguém sentiu nada no bolso e a prefa perdeu um monte de dinheiro que vai ter que buscar em outro lugar.
  • Ricardão, tu tá indo muito bem no Turismo. Estavas indo na direção certa.
  • Tu é o meu ídolo máximo do turismo.
  • Faz o que tu sabe fazer de melhor: pega o Napoleão pelo pescoço, chama o Juliano Mendes, o Sartorti, os caras do Ataliba, o Caio do Figueira, ouçam o mercado e moldem uma solução com perfil de mercado para que os investidores e empreendedores disputem o troço com gosto, ao invés de serem lançadas aquelas licitações sem interessados que sói acontecer por aqui.
  • Tu mesmo já disse em entrevistas que o Frohsinn era um falso enxaimel, lembra? Por que, então, reconstruir?
  • Estimados Ricardão e Napoleão: precisamos ter alguém lá em cima do morro que ganhe dinheiro com um negócio, que ganhe muito dinheiro, que gere lucro, empregos, impostos e que mantenha uma estrutura adequada para contribuir de forma efetiva com a retomada do turismo.
  • Agora, se vocês dois me derem licença, vou dar uma belíssima de uma cagada.
  • A construção da Ponte dos Suspiros de Blumenau passa por mais um emocionante capítulo.
  • A história rocambolesca já havia sido marcada por uma pernada do Napoleão nos pontagudianos
  • Agora, os pontagudianos aplicaram um contragolpe sensacional: protocolaram ontem um orifício na prefeitura exigindo que a audiência seja realizada mais perto do Centro. Caso contrário, irão boicotar o evento.
  • A ideia dos rebeldes pontagudianos é sensacional: enviaram o orifício em cima da hora e vão boicotar a audiência com essa desculpa.
  • No campo das pernadas, a coisa agora fica 1 x 1.
  • O boicote vai tirar um pouco a graça da audiência pública, pois ficamos sem a perspectiva de que o Alemão seja surrado e enforcado no alpendre da Associação da Artex.
  • Depois da ponte Bernardo Wolfgang Werner, prefeitura inaugura a praça Bernardo Wolfgang Werner, seguida da pastelaria Bernardo Wolfgang Werner, creche Bernardo Wolfgang Werner, pizzaria Bernardo Wolfgang Werner e o Bar & Sinuca Bernardo Wolfgang Werner.
  • Resolvida a questão do Froshinn.
  • Vamos colocar esse trambolhão lá em cima.
  • Assim resgatamos a questão cultural do troço.
  • Além disso, se colocarem fogo, não vai ter prejuízo: a coisa já é um monte de ferro retorcido.
  • Não vai nem precisar gastar com vigia.

  • Alô, Napoleão. Alô, Ricardão.
  • O Frohsinn morreu, queimou, acabou.
  • Desistam dessa ideia tosca de querer reconstruir o troço.
  • Mirem-se no exemplo do Moinho: vendam o terreno e deixem a iniciativa privada construir um novo empreendimento, com mirante e varandas, mas tem que ser algo melhor do que aquela coisa emendada, soturna, lúgubre, fria e depressiva.
  • Vamos ver se conseguimos olhar pra frente dessa vez, e não pra trás.
  • Ricardão apanhou mais que cão sarnento hoje no Jornal do Meio Dia da RIC, ao tentar explicar o incêndio do Frohsinn.
  • O Alexandre José chutou mais a boca do coitado do que o Bonner nos candidatos a presidente.
  • Aliás, quando a Dilma vir a entrevista do Louro José com o Ricardão, ela vai ligar correndo pro Bonner:
    - Bonner, meu querido, queria te agradecer por ter sido tão gentil comigo no JN.
  • Câmara acaba de aprovar um balaio cheio de comendas do Mérito Turístico Carlos Curt Zadrozny.
  • Contemplados: Emil Chatourni, Norbertão Mette e o Adolfo Ern Filho.
  • A lei que criou a comenda é do falecido Fábio Fiedler e diz que o troço deve ser entregue a “2 (duas) pessoas, sendo 1 (uma) física e 1 (uma) jurídica”.
  • Pela balaiada aprovada hoje, deve estar sobrando medalhinha pros caras estarem distribuindo por quilo.
  • Tocaram fogo no Frohsinn, tradicionalíssimo abrigo de drogados, viciados e vagabundos de nossa pujante cidade.
  • Napoleão já está sendo chamuscado pela turma, mas o coitado não merece.
  • O Frohsinn sempre foi uma nhaca e somente em outubro de 2012 a prefeitura conseguiu, na Justiça, recuperar o imóvel.
  • Em pouco mais de um ano, com todas as burocracias e as pentelhices que cercam o troço, Ricardão conseguiu desmembrar o terreno para propor sua venda.
  • Gastaram tempo até ouvindo a turma de diversos conselhos muncipais.
  • Napoleão emitiu nota dizendo que pensa em reconstruir o imóvel.
  • Tenho lá minhas dúvidas se compensa.
  • Acho que se precipitaram com essa declaração.
  • Sinceramente não sei se o Frohsinn era historicamente tão importante assim.
  • Já fui entusiasta de sua preservação, mas nos últimos anos mudei de ideia.

Moinho

  • O Frohsinn foi inaugurado em 14 de agosto de 1969.
  • O Moinho do Vale foi construído em 1971, quase na mesma época e praticamente nas mesmas circunstâncias.
  • Hoje abriga um imóvel melhor e não gerou tanta celeuma, mesmo sendo muito mais visível.
  • Acho que se poderia aproveitar para construir algo melhor, mais moderno, após a venda do terreno.
  • Temos alguns bons restaurantes na cidade tocados por gente que entende do assunto.
  • Seria bom se alguns desses empreendedores se interessasse em fazer lá algo melhor do que o velho e decadente restaurante.
  • O valor histórico e paisagístico está no morro, não na casa.
  • Um bom empreendimento, que privilegie espaço para um belo mirante, talvez com uma choperia para se curtir o visual dos finais de tarde, seria muito bom.

Leia aqui a matéria sobre o incêndio.

  • Marcos da Rosa inventou um projeto de lei em que as mulheres podem saltar do ônibus em qualquer lugar, mesmo fora do ponto, depois das 22 horas e até às cinco da manhã….
  • Não sei se é constitucional, se pode ou não pode, MAS SOU A FAVOR!!!
  • Nossas mães, irmãs, filhas, amigas e namoradas, todas as mulheres, de todas as idades, têm o direito a essa prerrogativa de contar com mais segurança, podendo descer o mais perto possível do porão de casa…
  • Taca-le o pau nesse projeto, Marcos!!!

Digite seu endereço de email para acompanhar esse blog e receber notificações de novos posts por email.

Twitter

Comentários

Marco Alan Rotta em Furdunço divino
Juliano em O mesmo de sempre
dunga em Pograma político de hoje
Carlos A. D´Ávila em O mesmo de sempre
Jean em Diversão é com os comunistas…

Digite seu endereço de email para acompanhar esse blog e receber notificações de novos posts por email.

Junte-se a 191 outros seguidores

Agendoca

agosto 2014
S T Q Q S S D
« jul    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

Arquivos

Blog de Carlos Tonet

Jornalista e marceneiro

Crítica (non)sense da 7Arte

Blog com críticas de cinema; Blog with coments about cine; Blog con críticas de películas

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 191 outros seguidores