You are currently browsing the category archive for the ‘Política’ category.

riscoFF, praticamente um Indiana Jones

  • Jefferson Forest denunciou que Jovinão mantém assessor pago pelo gabinete como caseiro de sítio.
  • Essa é fácil.
  • É só o Jovino fazer como o Cézar Cim e dizer que fazia atendimentos no sítio.
  • Talvez acrescentando que tinha um programa especial de desenvolvimento rural para o município.
  1. Febre repentina que supera os 38° C;
  2. Tosse intensa;
  3. Dor de cabeça constante;
  4. Dor nas articulações e nos músculos;
  5. Falta de apetite;
  6. Calafrios frequentes;
  7. Nariz entupido, espirros e falta de ar;
  8. Náuseas e vômitos
  9. Diarreia;
  10. Mal estar geral.
  11. Sensação de estar sendo perseguido pelo Jean Kuhlmann
  • Estive na Câmara hoje e filmei um arranca-rabo entre o Ivanzão e o FF.
  • Depois do arranca-rabo em plenário, que teve soco na mesa do Fábio Fiedler e xingamento do Ivanzão, os dois se atracaram de novo do lado de fora.
  • O tenso reencontro dos dois você vê no segundo filme.
  • Vejam que interessante: Mário Hildebrandt e o Veneza me contaram que o Vadinho procurou o João Paulo pra pedir um favorzinho em nome da velha e sincera amizadinha entre os dois: Vadinhão queria ser indicado pra presidência do Seterb por indicação do PSD.
  • JPK levou o pleito para a direção do partido decidir, mas a resposta foi negativa.
  • Hoje falei com outro prócer do PSD e o prócer me contou a mesma história, acrescentando uma teoria para tão inusitada atitude: Vadinhão estaria enfrentando fortes resistências dentro da ala sóbria e histórica do PSDB e, por isso, estava tentando aplicar uma pernadinha na turma, entrando para o governo fingindo que era por outro partido.
  • A gente morremos e não vermos tudo.
  • Mário Hildebrandt ainda não conseguiu tomar o gabinetão do Vanderlei.
  • Um acordo prevê que os membros da Mesa têm direito de ocupar uns gabinetes maiores e mais bacanas, sendo um deles específico do presidente.
  • Vanderleizão amou o gabinete dele de tal forma que agora tá dizendo que não sabe do tal acordo e que, se um dia soube, esqueceu.
  • Refrescar a memória do Vanderlei está sendo um dos maiores desafios do Mariolino.

Para tudo! Napoleão e o PSD voltaram atrás.

Volta a valer o acordo anterior e o Vadinho vai pro Seterb sob as bençãos do JPK.

André Espezin, que tinha sido indicado pelo Mário, não chegou a levantar voo.

Foi alvejado ainda em solo.

  • Alexandro Fernandes anda por aí tristonho e cabisbaixo.
  • Ele tem sido visto choramingando pelos cantos da prefeitura.
  • Alexandro não é mais o melhor amigo do Napoleão.
  • O melhor amigo do Napoleão é o JPK.
  • JPK está com a corda toda, ditando os nomes que quer no governo.
  • Napoleão e JPK estão tão amigos que até dá pra imaginar os dois juntos no cinema, JPK comprando pipoca, Napoleão levando o refrigerante.
  • Quem também anda triste com essa amizadinha linda é o Jeanzão, que não está gostando nada disso.
  • Ismaelzão também tem sido deixado de lado.
  • Já que nem eu nem ninguém temos capacidade para buscar informações de bastidores sobre a reforma ministerial do Napoleôncio, vamos falar hoje sobre o Gevaerd.
  • Gevaerd é o Rei da Frigideira. O cara mais queimado e chamuscado do governo.
  • Toda semana me dizem que ele vai cair. Quando não é isso, dizem que o Napoleão vai mandar enforcar ele na torre da Matriz ou jogar ele no rio dentro de um saco.
  • Eu gosto do Gevaerd, mas tem um monte de gente que não gosta dele.
  • Tem uma turma na Seplan que, se pudesse, já tinha empurrado o Gevaerdão no poço do elevador faz tempo.
  • Mas a Seplan é o maior ninho de marimbondos do governo. Por isso é preciso relativizar as coisas.
  • Claudinha Siebert uma vez me disse que o Gevaerd é um dos melhores que ela já viu trabalhar.
  • Meu feeling me diz que ele fica.
  • Atenção encoxadores em geral.
  • Atenção você, amigo encoxador, que exerce com afinco sua função.
  • Câmeras do Siga instalados no Terminal da Fortaleza ajudaram a identificar um encoxador em novembro, por volta das 9 horas de uma manhã, de acordo com informações do Lairto Leite, do Seterb, em entrevista à Clube hoje pela manhã.
  • Ele havia encoxado uma passageira de 45 anos.
  • O Lairto não deu muitos detalhes, mas fica aqui nossa advertência, em mais esse serviço de utilidade pública.
  • Obrigado.

Cassião Quadros foi confirmado pelo Raimundão como coordenador da Agência Regional de Blumenau, antiga SDR, que era ocupado pelo Botelhão.

Leia no Jornal de Blumenau.

bela barba

Ao contrário da futricada que andam fazendo por aí, Dalírio J. Beber não vai embarcar no governo do Napoleão.

O homem prefere ficar rondando por perto pro caso de o Napoleão precisar de alguma xícara de açúcar emprestado ou algo assim.

Mas Dalirião já vai avisando: quer estar na campanha da reeleição e tem a mais absoluta certeza de que o Napoleôncio emplaca mais um mandato.

  • JPK continua fiel ao seu grupo de secretários conhecidos como “Menudos” nas internas do PSD.
  • O menudo Fernando Lenzi assumiu a superintendência de compras da Secretaria da Saúde.
  • Outro menudo, Marcel Hugo, deve assumir alguma coisa na área de gestão.
  • Cássio Quadros completa o conjunto musical assumindo a SDR por indicação do JPK.

menudos

Vadinhão recebendonovo convite do Napoleôncio

Vadinhão recebendo novo convite do Napoleôncio

  • Em sua prestigiosa coluna de hoje do Santa, Clóvis Reis confirma o surgimento de uma grande novidade na administração napoleônica:
  • André Espezim, como eu disse ontem, será o novo presidente do Seterb, desbancando o Vadinho, o sujeito mais amado pelo conjunto da administração.
  • Aliás o Vadinhão é tão amado que está sendo chamado de volta mesmo depois de, no ano passado, ter declinado do convite pra assumir o Seterb porque preferiu cuidar da campanha do Paulo Bauer.
  • Mais ainda: o Vadinho é tão amado, tão amado, mas tão amado, que JPK e Nelsonlino Santiago toparam que ele fosse pro Seterb agora.
  • No entanto, o Mário Hildebrandt e seus dois capangas armados, Lanzarin e Venezão, bateram o pé e exigiram que o Seterb fosse entregue a um legítimo PSD puro-sangue.
  • Como eu já tinha dito, o Seterb ficaria com o Mário e ficou.
  • Espezim foi diretor adm/financeiro na Secretaria Municipal da Assistência Social, da Criança e do Adolescente quando o Mário era o chefão por lá.
  • O principal desafio do Napoleão agora não é com os partidos aliados e nem com a realocação de nomes no secretariado.
  • A principal preocupação é onde colocar o Vadinho, já que, pelo que parece, a sobrevivência da administração depende dele.
  • Clovão coloca em suspenso a ida do Vadinho para o governo, apesar de destacar a admiração pessoal do Napoleôncio por ele.
  • Mas eu ainda banco Vadinho, o Bem-Amado, na Comunicação.
  • Noite de revelião em Blumenau.
  • O Vapor Blumenau totalmente restaurado desce pelo rio desde o Romeu Georg, trazendo passageiros ilustres como forma de homenageá-los em reconhecimento ao amor e a dedicação que nutrem pela cidade.
  • A bordo estão Napoleôncio, JPK, Jovinão, Raimundo Colombo, LHS, Idelizona, Ana Paula, Décio, Jean K., Ismaelzão, Esperidião, Pavan e todos os vereadores e secretários.
  • A lotação máxima é de 50 passageiros. Mas cada político leva três ou quatro comissionados agarrados no saco.
  • Com o excesso de peso, a embarcação toca uma pedra no fundo do rio perto da Prainha, o troço vira e cai todo mundo na água exatamente à meia-noite.
  • O operador dos fogos inicia o show pirotécnico.
  • A multidão começa a gritar de alegria. Os foguetes espoucam. Ninguém consegue ouvir o J. Forest e o Mário Hildebrandt pedindo socorro abraçados ao Beto Tribess, que vai sendo levado pela correnteza.
  • Uma densa fumaça toma conta do rio, o que impede que as pessoas vejam Décio,Heleniçona e JPK disputando uma boia com Napoleão, Paulo França e Gevaerd.
  • Um helicóptero aparece e lança uma corda para a Idelí.Vanderleizão sobe agarrado na perna dela.
  • No meio da tragédia, uma cena de solidariedade tocante: Zeca Bombeiro tenta reanimarIvan Naatz com respiração boca a boca.
  • Não dá pra saber quem se salvou do naufrágio, a não ser o Edélcio Vieira e o Chisté, que já tinham pulado fora do barco.
  • O povão vai pra casa feliz.
  • O episódio fica conhecido como o único e verdadeiro “Show da Virada” jamais visto na cidade.
  • Mais uma vítima das balas perdidas no Governo Napoleão.
  • Depois do Sérgio Chisté, foi a vez do Edélcio Vieira ter sua saída decretada.
  • Edélcio teria sido contrariado com a aproximação com o PSD. Ele defendia uma maior aproximação com o PMDB.
  • O que a turma falam pelos cantos é que o Raimundo Mette vai pro lugar dele e alguém iria para a Comunicação.
  • Falei com o Raimundão e bati com a cabeça dele três vezes contra a parede, mas ele continua negando.
  • Tem coisas que sói acontecer em Blumenau.
  • Somos a única cidade da América do Sul em que dois vereadores sorteiam cestas de Natal pra quem ajudar a denegrir a imagem um do outro.
  • A singela iniciativa partiu do vereador e plantonista do Seterb Célio Dias, em mais uma butinada na canela do Ivan Naatz.
  • Celião publicou um bilhete manuscrito referente a uma hipotética “proposta de compra de votos” nas eleições de 2014.
  • O vereador plantonista promete sortear uma cesta de natal no dia 22 de dezembro para quem adivinhar o autor da letra que promete dinheiro a um apoiador.
  • Mesmo sem ser citado diretamente pelo Celião, o Ivanzão rebateu sorteando outra cesta para quem adivinhar o “nome do vereador de Blumenau que foi eleito Secretário da Mesa Diretora… acusado de desviar R$ 8,9 milhões da URB e da Prefeitura de Blumenau”.
  • Se nosso Legislativo se igualasse a países como a Namíbia ou a Somália, nenhum dos dois entraria na Câmara para a sessão de hoje.

cestaver

betao

  • Como eu já tinha dito pra vocês, Mário Hildebrandt é o novo presidente da Câmara, mas a surpresa da eleição na noite de ontem ficou por conta do Beto Tribess.
  • O homem que há dois anos foi escolhido para ser presidente através de um acordo que acabou quebrado, portou-se com dignidade e estilo na derrota humilhante imposta por seus próprios companheiros.
  • Betão surpreendeu. Decidiu lançar uma candidatura avulsa e assumiu publicamente o abandono a que foi submetido: “Ninguém quis formar chapa comigo, então eu vou cumprir sozinho o que combinei com os meus colegas”.
  • Na hora de defender sua natimorta candidatura na tribuna, Betão fez um belo discurso, muito bem construído.
  • Em vez de apelar para o pancadão, para a retaliação e ameaças, Betão usou sua candidatura protesto para um tapa com luva de pelica na cara dos que o abandonaram.
  • “Há dois anos fui chamado por um grupo de nove vereadores que pediram para que eu aceitasse a candidatura. E aqui estou, fazendo o que me pediram. Eu conto com o voto de todos eles”.
  • Cavalheiro, Betão lembrou que Mário Hildebrandt não estava entre os que assumiram o compromisso com ele. Ele sabia que era um pedido vão. Nenhum de seus companheiros votou nele.
  • Durante algum milésimo de segundo o tom calmo e a educação com que Betão se portou com certeza devem ter tocado os companheiros que o largaram no meio da picada. Foi possível ver isso em muitas expressões durante o belo discurso.
  • Política é política, Betão é político e conhece as regras do jogo. Não há motivo para crer que fizesse diferente se tivesse na mesma condição dos colegas. Mais dia, menos dia, as coisas se acertam pro lado dele.
  • Mas ontem conhecemos um Beto Tribess diferente. Um Betão compenetrado, decidido, que caiu de pé, firme e forte, sem demonstrar mágoa ou rancor, sem rastejar, sem suplicar por dó ou piedade.
  • Ao final da eleição, enquanto Mário Hildebrandt era cumprimentado efusivamente, a corpulenta silhueta de um solitário Beto Tribess retomando vagarosamente seu lugar à Mesa pintou a noite com as cores de uma inesperada melancolia.
  • Operação Lava Jato chega a nomes do PSDB como o impoluto Mário Covas, o deputado José Aníbal, o ladrador de beira de estrada Álvaro Dias e até o Aecião, grande beneficiário de empreiteiras. Ele teria arrumado um “circo” para afrouxar a CPI.
  • Parece que chegamos àquele ponto que já mencionei em posts anteriores, quando fiz referência à CPI do Banestado, que foi morta e sepultada por envolver PT, PSDB e grandes empresários no esquema de remessas ilegais ao exterior, somando mais de U$ 3 bilhões.
  • Ou seja: estamos nas mãos do Lobão e do PIG, até o ponto em que o PIG também recuará, forçado pelo PSDB.

Digite seu endereço de email para acompanhar esse blog e receber notificações de novos posts por email.

Twitter

Digite seu endereço de email para acompanhar esse blog e receber notificações de novos posts por email.

Junte-se a 275 outros seguidores

Agendoca

novembro 2017
S T Q Q S S D
« out    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930  

Arquivos

Blog de Carlos Tonet

Jornalista e marceneiro

Crítica (non)sense da 7Arte

Blog com críticas de cinema

%d blogueiros gostam disto: