Ninguém dá muita bola pro Centro Histórico, mas rola um turismo interessante por lá.

Sylivo Zimmermann disse que aportam uns 40 ônibus por dia na área.

Ele calcula em mais de 1000 pessoas.

Sexta pela manhã tinha dois busão quando estive lá.

Uma hora depois tinha três diferentes.

No entorno do Museu da Familia Colonial vi dezenas de pessoas visitando e tirando fotos.

Por isso o Napoleão vai fazer a Praça da Cultura nos fundos da Fundação Cultural, criando um espaço bem bacana, integrando toda a área.

Se ele não fizer, me avisem.

Nas fotos:

– Ônibus de turismo no Centro Histórico na sexta de manhã.

– Sylvio Zimmermann puxando assunto com o pé de ginkgo biloba que o Imperador do Japão mandou pro Dr. Blumenau pra comemorar os 10 anos da imigração alemã.

– Turistas no cemitério dos gatos.