Adalberto, o Esperto, foi dar uma espiada nos novos ônibus de Blumenau.

Adalberto não entende porque os ônibus não vêm com ar condicionado.

Adalberto parte de alguns raciocínios: 15 anos atrás o sistema de transporte coletivo levava 115 mil pessoas por dia.

Hoje leva só uns 70 mil, mesmo tendo havido crescimento da população.

Para trazer de volta esse povaréu todo e faturar mais bufunfa, a Capivariana deveria investir em mais conforto, atraindo mais gentes.

No caso, o ar condicionado seria um belo diferencial.

Ou não?

Nas pesquisas feitas ao longo dos anos, o ar condicionado está entre as últimas preocupações dos entrevistados.

Quem reclama da falta do ar condicionado geralmente é aquela turma de palpiteiro que não anda de ônibus, tipo eu.

O próprio sindicato dos motoristas e cobradores, que reclama de tudo, nunca reclamou do ar condicionado.

Lutar pelo ar condicionado em ônibus seria uma boa bandeira para sindicato, não seria?

Ou não?

O sindicato fez reunião, assembleia e documento com sugestões, tudo registrado, datado e carimbado, mas NUNCA reivindicou o ar condicionado.

Notem que os cobradores e motoristas passam O DIA TODO dentro dos busão, enquanto que o mais infeliz e maltratado dos passageiros fica no máximo uma horinha e pouco.

Se nem os motoristas e cobradores pedem o ar condicionado, porque haveria a empresa de se preocupar com ele?

Ar condicionado em ônibus de Blumenau é um mistério em aberto para Adalberto, o Esperto.

Na foto o Adalberto localiza o Carlos Lange e o Marcelo Althoff tentando se esconder atrás do arbusto pra não passar vergonha com os novos ônibus.