Você está num restaurante movimentado.

Tem uma TV ligada.

Você mal ouve o que dizem.

Um repórter faz uma enquete na rua.

Aparece um sujeito dando uma opinião qualquer sobre um assunto qualquer.

Você continua a comer sem se interessar.

É nisso que penso quando vejo as entrevistas do FHC.