Decisão decorre de mandato de segurança impenetrado por descontentes do PMDB contra Ericsson Luef.