A prefa apresentou mais um projeto da ponte da Rua Itajaí.

Pelas minhas contas já é o 33º projeto, já que a cada dois dias a turma inventa um troço novo pra tentar encaixar a ponte no local.

Cada vez que cai um secretário, o novo secretário vai lá e coloca um treco diferente.

O novo projeto terá apenas uma pista para veículos, que trafegarão no sentido Garcia-Norte.

O caminho inverso será exclusivo para ônibus.

Achei confuso e sujeito a furdunços.

Não vai ter semáforo e a galera que vai acessar a ponte vai ter que ficar no meio da pista dando sinal e esperando a vez.

Vai ser uma alegria só, a mesma alegria de quem acessa a velha ponte da estrada de ferro logo adiante.

Me parece que o projeto anterior, com aquele rebaixamento, era melhor.

“Ah!, mas o rebaixamento ia ficar debaixo da água nas enchentes”.

E daí?

Nas enchentes até a minha mãe fica debaixo da água.

No Santa o Pancho achou restritivo.

Napoleão respondeu pra ele defendendo o novo projeto.

Disse que “o os aspectos técnicos foram amplamente analisados” por engenheiros, arquitetos e urbanistas do Ministério das Cidades, da Caixa e da Prefeitura, Nasa, Mossad, FBI, José Mourinho e Guardiola.

Pelo jeito, então, a turma que fez o projeto anterior era um bando de bestas quadradas.