A primeira sessão começou com o Momento Bíblico lido pelo Jovino.
Jovinão voltou das férias mais, digamos, robustecido.
Aliás, o período pós eleitoral e de férias parece ter sido salutar pra turma.
Jeanzão também voltou das férias mais robustecido.


Delegatório

Teve discurso do Napoleão na abertura dos trabalhos legislativos.
Lançou o termo “delegatário” no vocabulário político local.
Falou mais de 3 horas e 40 minutos, batendo a final entre o Federer e o Nadal.
Ameaçou acabar o discurso três vezes, dizendo “por fim”, a turma pensava “ufa”, mas em seguida ele engatava uma terceira e ia embora, enumerando obras e atendimentos.
Ele chamou o troço de “sumário resumido”.
Ainda bem. Imagina se não fosse.

Triênio

Zeca Bombeiro agora faz parte da mesa.

É ele que lê os avisos e correspondências recebidas.

Ele leu convite da posse da diretoria do SIMMMEB para o “treino” 2017/2019.

 

Zeca planejador

No primeiro pronunciamento, Zeca Bombeiro lança projeto do aeromóvel em Blumenau.

Mandou passar até filminho.

Zeca calcula em R$ 80 milhões o custo pra interligar todos os terminais.

Zeca disse que chamaram ele de louco quando ele lançou o Arcanjo e que agora espera que não chamem ele de louco de novo.

Louco fui eu, que na campanha de 1992 ajudei o Vilson Souza a lançar o aeromóvel pela primeira vez.


 

Sem chances

Bruno Cunha não terá a mínima chance se quiser competir com o Becker pelo Prêmio de Melhor Bigode no Âmbito do Legislativo.


 

Prole

A avó do Jovino teve 23 filhos.

Como eu sei disso?

Ele que falou na Câmara.

 

Híbrido

Mantau criou um ser híbrido.

Disse que visitou o presidente do Samae, o “Alexandro Matias”.

 

Sessões à noite

Ricardo Alba conseguiu 11 assinaturas de vereadores pedindo pra analisar proposta de transferir as sessões da Câmara para depois das 18 horas.

Não vai levar mais gente a participar, como é a intenção dele, mas a ideia é interessante.

Acho que pode beneficiar os próprios vereadores.