Como eu já havia aventado pela manhã, a pesquisa da RIC de Jean em primeiro com Napoleão em segundo, com pouca diferença e com forte perspectiva de segundo turno.

A pesquisa de hoje tem uma de hoje tem uma deficiência.

Não temos como comparar com outras anteriores.

Assim não sabemos quem cresceu nas últimas semanas, quem estagnou ou quem caiu.

Sabemos que Jean está na frente, com 34,3% e que Napoleão está em segundo com 30,9%.

Mas não temos como saber se ele estagnou, caiu ou subiu nos últimos dez dias.

Também não sabemos se Napoleão subiu muito, se subiu pouco, se caiu ou empacou.

Se uma sequência de pesquisas mostrasse Jean caindo e Napoleão subindo, os tucanos poderiam comemorar, mesmo estando atrás.

A pesquisa única beneficia o marketing do Jean.

Os números:

1. Levantamento estimulado:

34,3 % – Jean Kuhlmann (PSD)

29,9% – Napoleão Bernardes (PSDB)

7,8% – Ivan Naatz (PDT)

4,5% – Valmor Schiochet (PT)

4,2% – Arnaldo Zimmermann (PCdoB)

14,6% – Nulo/Branco

4,7% – Não souberam

2. Rejeição estimulada:

38% – Napoleão Bernardes

28,7% – Valmor Schiochet

27,2% – Ivan Naatz

23,4% – Jean Kuhlmann

16,3% – Arnaldo Zimmermann

13,1% – Não rejeitam ninguém

4,5% Não souberam

3. Quem o eleitor acha que ganhará:

42,9% – Napoleão Bernardes

32,1% – Jean Kuhlmann

1,5% – Ivan Naatz

0,8% – Arnaldo Zimmermann

0,7% – Valmor Schiochet

22,1% – Não souberam