• Carmem Lúcia assumiu a presidência do STF.
  • Ela prefere ser chamada de presidente.
  • Indagada, por um ministro em frente às câmeras, disse: “Eu fui estudante e eu sou amante da língua portuguesa. Acho que o cargo é de presidente, não é não?”.
  • Carmem Lúcia podia ter dito isso de outra forma.
  • Poderia até ter dado um tapa com luva de pelica em Dilma.
  • Mas preferiu dar uma chinelada na cara da Afastada, praticamente chamando-a de analfabeta.
  • Os ministros do Supremo riram da resposta.
  • Ao fundo ouve-se um deles dizer “presidenta inocenta”.
  • “Presidenta” não está errado.
  • É apenas estranho e seu uso foi vinculado a uma bostalhona que conseguiu ser detestada por todos.
  • As manifestações no STF não foram por acaso.
  • Tanto a pergunta quanto a resposta foram combinadas.
  • Para demonstrar publicamente o desprezo para com a Afastada, sua prepotência, suas mentiras, tosquice e tacanhez.
  • A resposta de Carmem Lúcia não foi elegante.
  • Mas foi merecida.