Dois jatos entrecortam o gélido ar dos céus brasileiros.

Num deles está o fantasma da Afastada.

Sempre na janelinha pra não perder nada, a Afastada se dirige a algum cantão nos cafundós do Judas onde ainda haja algum prefeito do PT.

Cabe ao coitado providenciar sanduíches e fretar ônibus para levar espectadores para os discursos desconexos que a Afastada fará.

No outro jato segue o Mentor.

O Mentor foi o sujeito que criou a Afastada.

Mentor faz quase sempre os mesmos trajetos que a Afastada, pousando em cidades do Nordeste, onde faz discursos mais ou menos parecidos.

Mas porque Mentor e a Afastada não viajam juntos, não mostram o quão unidos estão contra o golpe?

Porque se detestam.

Assim como nós os detestamos.