• Igreja Matriz de Rio do Oeste.
  • Bela e estilosa.
  • No tempo que eu morava aqui, 33 anos atrás, não tinha asfalto.
  • A gente subia o morro no barro ou na lama, com mato dos dois lados.
  • Cada subida desse morro era uma penitência.
  • Um dia liguei pro 0800 do Céu pra saber como estava meu crédito com Deus.
  • “Pode pecar à vontade. Sua alma está salva com sobras. Você acumulou uma grande milhagem subindo o morro da Matriz durante 20 anos”, disse-me o atendente.
  • “Mas eu detestava as missas”.
  • “Por isso mesmo. O fato de tu detestar as missas te favoreceu. Deus aprecia quem sofre. Pessoas que sentem prazer em ir à missa pontuam muito pouco”.