Décio Lima tem sorte de não ser agricultor. Se fosse, já estaria sem os dedos dos pés de tanto acertar com a enxada neles. O tempo passa e Décio não perde sua incrível capacidade de marcar gols contra. Ele acaba de se envolver em mais uma ação que o coloca contra os interesses de Blumenau.

O senador Raimundo Colombo fez um projeto que destina a arrecadação de um sorteio da Mega-Sena em favor das obras de reconstrução de SC. Décio foi o único parlamentar catarinense a assinar um requerimento que atrapalha e põe em risco sua aplicação.

Acusado de prejudicar o estado e a região, Décio meteu os pés pelas mãos na hora de se explicar. Começou de um jeito, acabou do outro e, para se defender, acertou mais uma enxadada no próprio dedão.

Escaramuças no Twitter

As acusações de que Décio havia prejudicado Santa Catarina começaram no sábado. Paulinho Bornhausen (@bornhausen) foi um dos que espalhou o fato pelo Twitter. Décio reagiu de duas maneiras. Primeiro, atacou o colega do DEM citando a expressão “amigos do Arruda e os parentes do biônico da ditadura”.

Depois de chutar o adversário, decidiu se posicionar de forma dura e deu duas declarações incisivas.

- “A despeito do que algumas pessoas estão afirmando, NÃO ASSINEI nenhum documento contrario aos interesses de Santa Catarina”.

- “Quem me conhece sabe que jamais mancharia minha biografia com um ato desta natureza. Aliás, acho estranho que isto esteja acontecendo hoje.”

O caso evoluiu com Marcelo Schrubbe (@marceloschrubbe) publicando em seu Twitter cópia do documento com a assinatura de Décio Lima na linha de número 9 do documento.

De indignado a conformado

Décio terminou o sábado prometendo que esclareceria os fatos durante a semana. Chegou a insinuar que a assinatura era falsa. Fez-se de indignado. Sugeriu a existência de um complô para denegri-lo. Nesta semana, surpreendentemente, disse à imprensa que poderia ter assinado o tal requerimento sem saber o que estava fazendo.

Das duas uma: ou Décio agiu contra Santa Catarina, ou foi irresponsável e incompetente.

Você pode escolher entre as duas opções.

Pessoalmente, fico com a primeira.

Acho que Décio não superou a mágoa de ter sido surrado pelo DEM nas últimas eleições.